Como você já viu aqui no Blog, um plano de cargos e salários pode ser fundamental para reter talentos, aumentar a produtividade da equipe e incentivar o desenvolvimento profissional dos colaboradores. Mas você sabia que, além disso, também é possível reduzir os gastos da empresa criando estratégias de remuneração estratégica para a equipe? Confira este artigo e saiba como.

Empresas que não possuem um plano de cargos e salários bem definidos costumam não ter organização quanto às contratações, demissões e promoções. Isso pode gerar nos funcionários um sentimento de desvalorização, reduzindo sua produtividade e aumentando as chances de ele desligar-se da empresa, aumentando os custos com demissão e criação de novos processos seletivos.

plano de cargos e salários

O plano de cargos e salários surge justamente para criar parâmetros e organizar as contratações e promoções dos profissionais. Definindo regras, sua empresa se torna mais transparente com os colaboradores e evita que haja ruídos comunicacionais e pedidos excessivos de aumentos.

Além disso, esse planejamento pode facilitar o diagnóstico de gargalos financeiros, como salários incompatíveis com o cargo ou com a média de mercado. Assim, a empresa pode optar por ter um posicionamento mais agressivo com relação à concorrência e conquistar os melhores profissionais ou pagar salários mais baixos para economizar recursos.

Lembre-se: fortalecer a cultura da empresa e o employer branding são fatores fundamentais para reter talentos e evitar despesas com encargos trabalhistas. A redução do índice de turnover está diretamente ligado ao nível de satisfação dos funcionários com relação ao ambiente de trabalho.

Como fazer um plano de cargos e salários?

O processo de estruturação de um plano de cargo e salários não é simples. Demanda uma análise cuidadosa e aprofundada sobre o histórico e perspectivas da organização, avaliação da atual situação do quadro de funcionários e uma investigação criteriosa do setor que a empresa atua.

Entre os passos para criar um plano de cargos e salários estão:

  • definição da lista de cargos;
  • definição do novo organograma;
  • descrição de cargos;
  • comparativo da remuneração empresa X mercado;
  • estruturação da tabela salarial;
  • elaboração da política de cargos e salários;
  • enquadramento salarial para a nova tabela;
  • divulgação;

A melhor solução se você não tem disponibilidade para interromper sua rotina e dar atenção para esses fatores é contar com uma consultoria de empresas especializadas em gestão de pessoas e recursos humanos.

A Sinergia, por exemplo, a partir da análise inicial das situação da organização, faz um planejamento de até cinco anos, levando em consideração todos os fatores internos e externos que podem influenciar na decisão  de criar novos cargos e faixa salarial que deverá ser paga aos funcionários.

Como a sua empresa se posiciona no mercado? Você sabe como funcionam hoje os aumentos salariais dos seus colaboradores? Quais os critérios que são utilizados para realizar as promoções? Criar parâmetros para a remuneração dos funcionários é muito eficaz no que diz respeito à congruência e transparência da companhia, evitando que os colaboradores peçam aumento sem qualquer argumento ou se sintam desmotivados pela falta de perspectiva de crescimento.

A definição da tabela salarial da empresa pode seguir diversas estratégias, sendo ela priorizar a área fim da empresa com salários mais agressivos ou ainda posicionar a empresa abaixo da média do mercado para preservar o equilíbrio financeiro.

A consultoria da Sinergia te ajuda a esclarecer e compreender melhorar essas expectativas, para então criar a melhor maneira de implementar um plano de cargos e salários completo e eficiente e que esteja de acordo com a cultura organizacional e estratégia da sua empresa.

Gostou no nosso conteúdo ou ficou com alguma dúvida? Compartilhe suas impressões, ideias, sugestões ou dúvidas nos comentários. Confira nosso Blog para ficar por dentro dos principais assuntos sobre recursos humanos e gestão de pessoas nas empresas de TI.